E-SOCIAL - Decreto 8373/2014

Anda existem muitas dúvidas a respeito do e-social, embora sua implantação já esteja a pleno vigor seguindo o cronograma do Governo Federal. De forma resumida o objetivo do e-social é consolidar as informações da área trabalhista, previdenciárias e fiscais das empresas, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidentes de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais e informações sobre o FGTS.  A transmissão eletrônica destes dados simplificará a prestação das informações, para reduzir a burocracia para as empresas, a prestação das informações ao e-social substituirá o preenchimento e a entrega dos formulários e declarações separadas a cada entidade.

Os profissionais da área contábil como sempre terão um papel fundamental nisto, existe uma estimativa feita pelo Governo Federal de que 80 mil escritórios de contabilidade estarão envolvidos neste processo, e teremos uma otimização dos serviços contábeis pois serão 15 obrigações ( GFIP, CAGED, RAIS, LRE, CAT, CD, CTPS,PPP,DIRF,DCTF,QHT,MANAD,GRF, GPS, FOLHA ) que deixarão de ser enviadas separadamente e sim de uma única vez.  É fundamental que previamente os sistemas operacionais sejam testados e ajustados para evitar que se tenham, problemas futuros.

Finalizando é importante atentar para os prazos que variam de acordo com o porte e o tipo da empresa, e aguardar para que de fato o e-social alcance o objetivo proposto que é o de desburocratizar a vida das empresas e dos profissionais de contabilidade.

Procurar